Câmara cria Comissão para acompanhar investigações de desaparecimento de Edmilson Fernandes

  • 6 de julho de 2018

Uma Comissão Especial, formada por vereadores da Câmara Municipal de Governador Valadares, vai acompanhar de perto o inquérito instaurado pela Polícia Civil (PC) para investigar o desaparecimento do assessor parlamentar Edmilson Fernandes, 43 anos, ocorrido em março deste ano.  Na última terça-feira (03/07) familiares e amigos do assessor realizaram uma manifestação pedindo resposta às autoridades para o caso.

Segundo o vereador Betinho Detetive, presidente da Comissão Especial,  já está agendada uma reunião com o chefe da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Luciano Cunha, responsável pelo inquérito. “A criação da Comissão atende a um pedido do presidente da Câmara, o vereador Paulinho Costa e estamos agindo rápido. Nesse primeiro momento queremos saber como estão as investigações. A intenção é contribuir para que esse caso seja esclarecido o quanto antes, para amenizar a dor dessa família que há mais de quatro meses espera por uma resposta”, disse Betinho Detetive. A Comissão é composta ainda pelos vereadores  Waldecy Barcellos (vice-presidente), Pastor Elias (relator), Rildo do Hospital (Vogal ) Marcion da Fusobras (vogal).

No início de junho deste ano, a Polícia Civil revelou detalhes da investigação. Quatro pessoas estariam envolvidas no sumiço do assassinato do assessor parlamentar. Edmilson teria sido vítima de uma emboscada no dia 3 de março, quando atendia a uma chamada para entrega de um botijão de gás.  A moto usada pela vítima foi encontrada por um pescador em uma lagoa, próximo à BR-116.