Câmara instala Comissão para acompanhar as obras de captação alternativa de água

  • 30 de julho de 2018

A Comissão Especial criada pela Câmara Municipal para acompanhar e fiscalizar as obras de construção do sistema de captação alternativa de água em Valadares foi oficialmente instalada, na tarde desta segunda-feira (30/07), em reunião no Plenário do Legislativo. O Comitê, criado pelo presidente da Casa, o vereador Paulinho Costa, por meio de requerimento, é formado por cinco vereadores indicados pelas lideranças de bloco da Câmara, além de três engenheiros representando o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura de Minas Gerais (CREA/MG), o Instituto Leste Mineiro de Engenharia Civil (ILMEC) e a Associação dos Profissionais de Engenharia e Agronomia (ASPEA).

 

As obras são executadas pela Fundação Renova, entidade criada para lidar com os danos provocados pelo desastre da Samarco. Orçado em R$ 155 milhões, o sistema de captação alternativa de água tem previsão inicial de ser concluído em março de 2021, gerando 770 postos de trabalho.  Para chegar até Valadares, a água captada do Rio Corrente, em Periquito, percorrerá 37 quilômetros em tubos de 900 milímetros diâmetro até chegar às estações de Tratamento de Água do SAAE, na Região Central da cidade, Vila Isa e Santa Rita.  “Nossa luta na Câmara é para que esse sistema fique pronto pela metade do prazo estabelecido pela Renova. Já são mais de dois anos desde a tragédia e nossa população continua sendo penalizada”, disse Paulinho Costa.

 

Desde o ano passado, a Câmara Municipal realizou três audiências públicas, além de reuniões com representantes da Renova e ainda encaminhou pedidos de informações cobrando respostas e soluções para a tragédia ambiental que devastou o Rio Doce no final de 2015.

 

Comissão Especial
Vereadores
Regino Cruz
Rildo do Hospital
Betinho Detetive

Neném do Desidério

Antônio Carlos

Engenheiros

Almir Cleber Lacorte (Aspea)
Antônio Evandro de Araujo (Crea)
Guilherme Lopes da Silva (Ilmec)