Paulinho Costa cobra agilidade na construção do sistema captação alternativa de água

  • 8 de novembro de 2017

O Presidente da Câmara Municipal de Governador Valadares, o vereador Paulinho Costa, entregou, a representantes Fundação Renova, um documento exigindo que as obras do sistema de captação alternativa de água para o município sejam concluídas em um ano e meio. O requerimento, assinado por todos os vereadores, foi repassado à Fundação após reunião especial no Legislativo para apresentação do projeto executivo de construção de uma adutora, que depois de pronta, terá 35 quilômetros de extensão levando a água captada do Rio Corrente, no município de Periquito, até a Estação Central de Tratamento de Água (ETA).

 

“Já se passaram dois anos dessa tragédia que devastou o nosso Rio Doce e contaminou a água trazendo, até hoje, muita desconfiança da população quando a potabilidade ou não. Esperar por mais três anos, conforme estabelece a Renova, é muito tempo para a população tão penalizada com esse rompimento da barragem Fundão”, observou Paulinho Costa, que nesta segunda-feira (08/11), durante a 1ª Reunião Ordinária do mês de novembro, usou a Tribuna Edison Gualberto para se pronunciar sobre o assunto.

 

De acordo com o projeto apresentado por técnicos da Fundação Renova, as obras devem iniciar ainda no primeiro semestre do ano que vem. Os prazos foram acordados no termo de Transação de Ajustamento de Conduta (TTAC). Os dutos, em ferro fundido, vão percorrer trechos nas margens da linha férrea Vitória a Minas até chegar a Valadares e também da movimentada BR-381.  As intervenções estão orçadas em R$ 155 milhões. A previsão é de que os serviços sejam concluídos em 2021.
Além do pedido para que a captação fique pronta na metade do tempo estabelecido inicialmente pela Renova, o presidente da Câmara Municipal apresentou requerimento constituindo uma comissão formada pelos vereadores para acompanhar de perto as obras. “Trata-se de uma intervenção de grande porte e essencial para Valadares. É dever da Câmara estar próxima e fiscalizar, para dar as respostas necessárias à população”, observou Paulinho Costa.

 

Resposta

Em resposta ao pedido de revisão do cronograma de construção da fonte alternativa de captação de água em Governador Valadares, apresentado pelo presidente da Câmara Municipal, a Fundação Renova encaminhou, ao Legislativo um documento no qual se compromete, no início de 2018, consolidar os prazos estabelecidos para conclusão da obra.

 

Desastre

O desastre ambiental provocado pelo rompimento da barragem de Fundão, no Distrito de Bento Rodrigues, na zona rural de Mariana, completou dois anos no último domingo (05/11). Os rejeitos de minério de ferro que vazaram e destruíram o Distrito e matou 19 pessoas, foi o mesmo que atingiu a bacia do Rio Doce, até chegar ao Espírito Santo e se espalhar no mar.